Total de visualizações de página

20 de mai de 2011

cidadã(o)





Poema para o motoqueiro


A moto é um momento de liberdade,

porém!

de reflexão,

um instrumento de alegria,

entretanto!

pode trazer grandes tristezas p’ro coração,

usar a moto pode ser fonte de felicidade,

mas, atenção!

seja sensato, prudente,

“vai com calma que o andor é de barro”,

use a moto,

mas também a cabeça,

não apenas para o capacete,

mas principalmente para pensar no amanhã

... e naqueles que te amam.


Por Nilson Mesquita




fonte:cidadania e sustentabilidade

Nenhum comentário: