Total de visualizações de página

21 de jun de 2011

Como surgiu as palavras da lingua portuguesa?




O português desenvolveu-se na parte ocidental da Península Ibérica a partir do latim falado trazido pelos soldados 
romanos desde o século III a.C. A civilização latina foi-se impondo através da abertura de escolas, da construção de estradas e de templos, pela incrementação do comércio, etc. Consequentemente, a sua língua, o Latim tornou-se indispensável e obrigatório, suplantando os idiomas já existentes.

Com a queda do Império Romano o Latim Vulgar, perde progressivamente terreno e desenvolve-se diferentemente em cada região.

Chegados ao século VII, os árabes, vindos do Norte de África, invadiram a Península. A maioria dos vocábulos que o nosso idioma absorveu desse povo caracaterizam-se pelo prefixo AL, que corresponde ao artigo definido árabe, como documentam os seguintes exemplos: álgebra, álcool, alface, alfinete, algema, algodão, etc.

Com o processo de expulsão do povo árabe da Península, D. Afonso Henriques, que pretendia transformar o reino de Leão e Castela num estado independente, fundou nessa região a monarquia portuguesa. Falava-se um dialecto denominado galaico-português, mas à medida que Portugal alargava os seus domínios para Sul, ia absorvendo os falares (ou romances) que aí existiam e, consequentemente, ia-se diferenciando do galego, até se constituirem como línguas independentes: o galego acabou por ser absorvido pela unidade castelhana, e o português, continuando a sua evolução, tornar-se-ia a língua de uma nação.

Nenhum comentário: