Total de visualizações de página

4 de jun de 2011

O sol vai morrer?



O último suspiro do Sol

 
O despertador toca e sabemos que um novo dia chegou. Sem dúvida, teremos muitas preocupações relacionadas ao trabalho, à familia e às tarefas do dia a dia. No entanto, existem certas coisas sobre as quais não lançamos a menor sombra de dúvida... como o Sol! Sabemos que, todos os dias, ele estará brilhando e fornecendo luz e calor, mesmo que não o vejamos.

Mas o que será de nós quando nossa fonte de calor transformar-se em uma anã-branca? Hoje, nosso Sol é uma estrela amarela saudável, cuja energia sustenta muitas formas de vida na Terra por meio da fotossíntese, determinando as condições climáticas do planeta. Mas dentro de aproximadamente 5 bilhões de anos, começará a perder seu combustível, o hidrogênio, e será o início do fim da vida como a conhecemos hoje.

Chegará um dia em que o excesso de energia produzida pelo aquecimento de suas camadas fará com que o Sol comece a expandir-se e a se resfriar, transformando-se em uma gigante vermelha. Neste momento, a temperatura da região central poderá atingir 100 milhões de kelvins; em seguida, haverá um resfriamento e o astro-rei irá se reduzir praticamente ao tamanho da Terra.

O que acontecerá com a vida terrestre, que precisa da energia do Sol para viver? Teremos desenvolvido alguma alternativa para a energia solar? Precisaremos esperar 5 bilhões de anos para descobrir a resposta.

Nenhum comentário: